Diferenças entre aquecedores a gás de passagem e acumulação

Na hora de fazer uma instalação de aquecedores a gás você sabe qual é o mais indicado para usar na sua residência? De passagem ou de acumulação? Você também sabe a diferença entre esses dois tipos de aquecedores? Se a sua resposta for não para alguma dessas perguntas, não se preocupe, pois vamos te ajudar.

Aquecedores a gás, qual escolher?

Quando falamos em aquecedores a gás, existem dois tipos principais, os aquecedores de passagem e os de acumulação.

Abaixo, falaremos das principais características de cada um para facilitar a sua escolha na hora da compra.

Aquecedores a gás de passagem

Nesse tipo de aquecedor, não existe um reservatório onde a água é aquecida previamente. Semelhante a função de um chuveiro, onde a água aquece ao passar pela resistência, é o que acontece nesse tipo de aquecedor.

A água passa por uma serpentina aquecida pela combustão do gás e depois é liberada nas torneiras ou mesmo em um chuveiro.

Esse tipo de aquecedor é ideal para quem tem em sua casa poucos pontos de saída de água aquecida. Por exemplo, se várias torneiras forem abertas ao mesmo tempo, a água passará muito rápido pela serpentina e não aquecerá devidamente.

Esse tipo de aquecedor ainda tem outras duas desvantagens:

  1. A água não utilizada e que fica ‘parada’ entre o aquecedor e as saídas de água não podem ser aquecidas novamente pela serpentina pois já passaram por ela. Logo, você terá que abrir as torneiras e esperar a água fria sair, ocorrendo assim o desperdício;
  2. Este tipo de aquecedor precisa de uma saída para os gases da combustão do aquecedor, semelhante aquelas saídas para parte externa dos fogões a lenha.

Aquecedores a gás de acumulação

Já nesse tipo de aquecedor, existe um ‘tanque’ onde a água fica acumulada. É dentro desse ‘tanque’ que a água é aquecida pelas serpentinas.

Nesse tanque a água é mantida sobre certa temperatura, nunca a ultrapassando. Devido ao seu revestimento, a água perde calor muito lentamente, semelhante a uma garrafa térmica.

A vantagem desse tipo de aquecedor é que a água já sai aquecida na hora da abertura da torneira/chuveiro.

Devido a água ser aquecida nesse ‘tanque’ (conhecido como boiler), a água quente pode ser distribuída em mais pontos de saída ao mesmo tempo sem prejudicar a temperatura.

Manutenção de aquecedores a gás

Fazer a manutenção de aquecedores a gás de forma preventiva é sempre importante para a maior durabilidade do aparelho e também não correr riscos de tomar um banho gelado sem necessidade.

Para isso, antes do inverno chegar verifique alguns itens como:

  • Se as pilhas do aquecedor estão boas;
  • Se o aquecedor está regulado para aquecer em temperaturas mais altas;
  • Nunca utilizar o aquecedor no máximo ou quando precisar usá-lo, não utilizar por muitos dias consecutivos;
  • Utilizar gás de qualidade;
  • Verificar se a tubulação de água e gás não está parcialmente obstruída;
  • Verificar se as conexões de água e gás estão corretas evitando assim vazamentos;
  • Limpar o lado exterior do aquecedor uma vez por semana.

Gostou deste artigo? Cuidar corretamente dos aquecedores a gás é muito importante para a saúde e segurança de todos que moram na residência. Por isso, sempre que precisar, contrate uma empresa especializada para fazer uma manutenção de aquecedores a gás no seu aparelho.

Post Comment